AceleraBlog

Aceleratech reforça estratégia do Startupi para o ecossistema de startups

Posted by Caroline Piguin on Oct 24, 2013 2:51:50 PM

O Startupi acaba de receber investimento de uma série de investidores anjos e empresas de venture capital. O movimento faz parte de uma evolução na estratégia da empresa.

Investiram no Startupi as empresas Aceleratech, ASA Capital, e.Bricks Digital, Initial Capital, Jacard Investimentos, Kravla Partners, Mountain do Brasil, Redpoint e.ventures, Mountain do Brasil, Trindade Investimentos e vários investidores anjos, entre os quais os mais conhecidos são In Hsieh (co-fundador da Baby.com.br) e Cassio Spina (fundador da entidade Anjos do Brasil, que tem outros integrantes participando deste investimento).

Com o valor captado e a nova rede de conselheiros, o Startupi aumentou a equipe operacional, que agora conta com Amanda Demetrio (jornalista com experiência na Globo e na Folha de São Paulo) e Ricardo Lima (que acumula experiência como consultor web e proprietário de um espaço de coworking). Além disso, frente ao crescimento do mercado de startups, a empresa vai lancer um novo site com mais serviços e recursos para o mercado.

O objetivo alinhado à nova estratégia de “Startup Intelligence” é contribuir de fato para o amadurecimento deste mercado com dados e análises e promover um grande evento que retrate e funcione como um service deste novo momento no mercado.

Minha visão é a de que qualquer mercado sofisticado tem sua voz, um veículo com o qual se identifica. Estamos muito felizes por estes investidores terem se juntado a nós para expandirmos nossa atuação com conteúdo, com um evento de outro nível e uma competição que faça a diferença e cumpra nossa missão no ecossistema empreendedor.

Criado pelo investidor norte-americano Michael Nicklas em uma época em que o mercado não estava fazendo startups nem falando sobre elas no Brasil, o Startupi posicionou-se rapidamente como fonte de notícias e referências para empreendedores e investidores. Promovendo eventos (como Startupi Camp e Startupi Con) e coberturas especiais presenciais (como a do TechCrunch Disrupt, startupi.com.br/valley), há dois anos trouxemos ao time o reconhecido empreendedor de comunicação, eventos e web Bob Wollheim (fundador de youPIX e Appies, por exemplo), cuja participação foi essencial para trazer os negócios da empresa a outro patamar. Juntos, estamos envolvidos direta e indiretamente na maioria dos principais eventos relacionados ao tema startups no Brasil.

“Cobrindo startups israelenses para o Techcrunch há mais de cinco anos, posso confirmar que é importante o mercado contar com uma voz líder. No Brasil, ninguém faz isso mais do que o Startupi. Foi uma decisão muito fácil investir neste projeto e queremos ajudar a transformá-lo, para benefício de toda comunidade brasileira de startups”, posicionou Roi Carthy, investidor pela Initial Capital, empresa binacional de venture capital que vem atuando no Brasil há alguns anos.

“Estamos muito felizes em contribuir para o desenvolvimento do ecossistema de venture capital no Brasil. Nosso apoio ao Startupi, até então como sponsors e, agora como sócios, é porque acreditamos que não é possivel criarmos empresas nacionais sem divulgação ampla, em português, dos empreendedores, anjos, fundos e toda uma gama de profissionais e simpatizantes que fazem o mercado nacional. Como gostamos de dizer: pra fazer acontecer no Brasil é preciso saber comer frango a passarinho com a mão. E falar em tupi-guarani. Longa vida ao Startupi!”, posiciona Danilo Amaral, da Trindade Investimentos.

“Para os investidores da Anjos do Brasil, acreditamos no grande potencial do Startupi, pelo seu pioneirismo, pelo seu time e pela oportunidade de mercado atual que o Brasil vive. Com o grande crescimento do universo de startups que estamos vivenciando, o Startupi tem um papel fundamental em ser o meio de comunicação essencial para todos agentes que atuam com empreendedorismo inovador”, comenta Cassio Spina, Fundador da Anjos do Brasil.

“Estamos muito satisfeitos em ser aprofundar nosso relacionamento com a Startupi participando desta rodada de investimento. Desde o início de sua atuação, a Startupi é a mais importante referência para o empreendedorismo brasileiro oferecendo um excelente conteúdo associado a uma ampla oferta de produtos e serviços para seus usuários”, acredita Marcelo Amorim, sócio da Jacard Investimentos.

“Temos orgulho em nos associar ao Startupi, a mais importante referência no Brasil para o mundo das startups. Esperamos poder colaborar com o crescimento contínuo do Startupi, sob a liderança do Diego Remus. Olhamos para o futuro com confiança!”, declaram Mike Ajnsztajn e Pedro Waengertner, fundadores da Aceleratech.

Um mercado em crescimento

A indústria de investimentos e criação de negócios inovadores vem passando por uma forte expansão no Brasil. Incluindo investidores a empreendedores, todo ecossistema está se fortalecendo.

Mais agentes corporativos (como Qualcomm, Macmillan Digital Group, Intel, Abril, Bertelsmann) e investidores, tanto locais quanto internacionais (Redpoint e.ventures, Atomico, Tiger Global, Accel, Benchmark e 500 Startups, para citar apenas alguns) estão investindo em mais empresas (ou começando a se movimentar no país, como a Sequoia Capital). O cenário local de investidores, que há anos consistia em Monashees, Confrapar, FIR e Ideiasnet, agora também conta com Trindade Investimentos, e.Bricks, Napkn, Warehouse, Novo Horizonte, HFPX, Ikewai,Totvs Ventures e vários outros. O BNDES está para lancer a segunda edição do fundo de capital semente Criatec. A empresa Linx acaba de fazer seu IPO, enquanto outras começam a se movimentar para isso.

A associação Anjos do Brasil contou mais de 6.300 investidores anjos (pessoas físicas que investem dinheiro nas startups e contribuem para seu desenvolvimento), que investiram mais de R$ 495 milhões nos últimos 18 meses.

Em janeiro e fevereiro de 2013, mais de 20 investimentos foram anunciados – uma tendência que cresce firme desde 2008. Também, mais startups (como Peixe Urbano e Buscape) estão fazendo aquisições e investindo em outros negócios (como a Sambatech fez com a Samba Ads).

O governo brasileiro também está fazendo sua parte, especialmente por meio do Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação: o programa Start-Up Brasil (veja nossa página com cobertura especial) foi elaborado por profissionais de mercado e selecionou 9 aceleradoras que vão ajudar a desenvolver os negócios de 100 startups, que serão selecionadas mediante edital e ganharão R$ 200 mil cada.

Fonte: www.startupi.com.br

Topics: startupi, Aceleratech, patrocínio, Posts Blog, investimento, hot topics

Subscribe to Email Updates

Recent Posts

Posts by Topic

see all

Follow Me