AceleraBlog

Caroline Piguin

Recent Posts

O que é o custo de aquisição e como ele pode ajudar sua startup

Posted by Caroline Piguin on Jun 9, 2014 7:00:00 AM


Falamos que boas startups precisam de uma boa equipe e uma boa execução, e dentro desse segundo tópico entra o conhecimento das métricas e números da empresa. Esse desconhecimento ou desatenção de alguns indicativos chave podem levar a uma estratégia mal amarrada de marketing, vendas e planejamento estratégico.

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, métricas para startups, métricas, Custo de aquisição de clientes, estratégia de negócios, startup, CAC, hot topics

10 motivos para se inscrever em nosso processo de aceleração até 15 de junho

Posted by Caroline Piguin on Jun 6, 2014 7:00:00 AM

Nossas inscrições para o processo de seleção de nossa quarta turma de aceleração estão abertas até o dia 15 de julho, mas para quê deixar a sua inscrição para a última hora?

Fizemos uma lista com 10 motivos do porquê você deve fazer sua inscrição até o dia 15 de junho.

        • Você poderá aproveitar festas juninas

Com esse frio que recentemente atingiu São Paulo, nada melhor do que vinho quente e tempo com a família (ou amigos). Sim, nós sabemos que um empreendedor não tem folga. Mas pense em conseguir aproveitar as quermesses (para quem gosta), participar daquelas incríveis barraquinhas de jogos infantis, e quem sabe, inclusive se dar uma pelúcia de presente. Se você completar nossa inscrição até lá, ainda te sobram alguns dias para aproveitar essa época.

        • Ou a copa

A copa já está para começar, e para quem quer aproveitar e ver os jogos, em casa ou com um grupo, finalizar nossa inscrição vai te ajudar incrivelmente a assistir os jogos com sensação de dever cumprido, isso porque você ainda vai ter quase um mês para aproveitar!

      • Você vai poder curtir melhor o frio

Sim, frio é uma época incrível para ficar debaixo das cobertas, para aproveitar e comer todas as comidas gordurosas que você se promete não comer o ano todo, fazer aquele fondue tão esperado, enfim, comer sem culpas. Isso se, e somente se você já tiver finalizado sua inscrição em nosso processo de aceleração. Imagina que chato comer o seu fondue pensando nos números de crescimento de sua startup? Ou sobre o que vocês vão falar no vídeo da equipe e de negócio? Então, mais um motivo.

      • Você vai ter mais tempo para preparar sua inscrição para o Start Up Brasil

Não são apenas as nossas inscrições que estão abertas. O Start Up Brasil também acabou de abrir as inscrições para seu segundo edital, terceira turma. E sim, o formulário de inscrição também é bem logo, e extremamente meticuloso. Como sugerimos a inscrição nos dois processos simultaneamente ( assim já conseguimos conhecê-los melhor antes, e , caso você não entre pelo edital, ainda pode ser acelerado por nós.) , se você finalizar sua inscrição até o dia 15, você ainda tem mais quase um mês para faze a do Start Up Brasil!

      • Você vai ficar aliviado depois de enviar sua inscrição

Sabe aquela sensação de dever cumprido? Depois de preencher, analisar e rever tantas vezes, apertar o botão "enviar" vai ser um alívio. Afinal, você vai ter acabado de dar um passo em direção ao futuro de sua startup.

      • Você vai eliminar mais uma coisa da sua lista de tarefas

Sim, nós sabemos, todos os empreendedores tem uma lista de cerca de 80 ou mais tarefas pendentes. E é terrível a situação de não conseguir finalizar aquele item que está pairando há semanas no topo da lista de To Do's.
Que tal eliminar uma?

      • Nós vamos ficar felizes em receber sua aplicação

Essa é autoexplicativa. Adoramos conhecer novos projetos, novas startups e novas equipes. Mesmo que sua ideia não faça parte de nossas preferências de aceleração, temos em nosso formulário de inscrição a opção de "poder tocar outra ideia", ou seja,se você ama empreender, e não apenas a sua ideia, e faz parte do ue acreditamos ser um time excepcional, ainda podemos colocá-los em nossos contatos de empreendedores!

      • Se você conseguir finalizar um pouco antes, consegue aproveitar o dia dos namorados

O dia dos namorados já está chegando, e se você quer aproveitar para ir almoçar/jantar ou apenas passar um dia tranquilo(a) com sua cara metade. Mas se você ficar pensando durante esse dia nas perguntas de nossa inscrição? Melhor não, né?!

      • Você não vai precisar se desesperar para enviar sua inscrição na última hora

Nós sabemos, imprevistos acontecem. Pode ser um problema na internet, um erro de memória, ou servidores lotados. Enfim, deixar a inscrição para a última hora nunca é uma boa ideia. E sem contar que, coisas feitas no desespero e na pressa tendem a ter menos qualidade do que as planejadas com a antecendência. Então já se prepare e fique tranquilo(a) por um mês :)

  • Ao pesquisar os números para nos enviar, você já faz a sua avaliação mensal de performance, e é mais uma tarefa para riscar de sua lista.

Que tal aproveitar e riscar da sua lista de tarefas também o seu controle das métricas da sua startup? Já que você vai usar seus números e métricas em nosso formulário de inscrições, e já faça sua análise mensal de resultados. E se quiser, mande-noso relatório também! Vamos adorar.
Assim você já mata duas de suas tarefas para esse mês e não tem retrabalho!

Precisa de uma ajudinha para preencher nosso formulário?

 

Read More

Topics: Aceleratech, gifs, empreendedorismo, aceleração, Posts Blog, aceleratech turma 04, inscri, hot topics, aceleração de startups

Como saber se você é um empreendedor

Posted by Caroline Piguin on May 29, 2014 8:30:00 AM

Ser um empreendedor demanda um conjunto muito específico de características. Além do pensamento diferente, as duas ações e prioridades também são muito distintas.

Vemos aqui na Aceleratech muitos ótimos empreendedores que tem características semelhantes, e decidimos compartilhar com vocês o que acreditamos ser as principais maneiras de você saber se é um empreendedor.

A primeira coisa que gostaria de deixar claro é que existem empreendedores em todos lugares, alguns estão de fato empreendendo, e outros, no entanto estão trabalhando em empresas de diversos tamanhos, o que não tira suas características empreendedoras.

Listamos, abaixo, as 6 principais características de um empreendedor

    • Você constantemete vê oportunidades (não só de novos negócios)

Oportunidades surgem em qualquer lugar, a qualquer hora. O empreendedor tem uma visão muito clara dessas oportunidades. Uma pessoa que pensa seu crescimento dentro de uma empresa aproveitando cada oportunidade que lhe é dada no caminho, é um exemplo claro do que estamos falando. Seja para a criação de sua própria empresa, ou em outras ocasiões de sua vida profissional, saber enxergar as oportunidades no caminho são um grande indicativo.

      • Obcecado pela satisfação dos clientes

Um empreendedor pensa incessantemente em como entragar mais valor para todos que interagem com ele, sejam colegas de trabalho, família, amigos, e clientes, de fato. No caso de uma startup, ele sabe que o cliente é o elo mais importante de qualquer startup, e o trata como tal. Para isso, ele trabalha constantemente para a melhoria de seu produto e do atendimento ao cliente, além de te ter uma visão afiada de futuro.

        • Assume responsabilidades por tudo que acontece em sua vida.

Um bom empreendedor não culpa o chefe,o mercado, os concorrentes ou a vida. Ele não busca culpados e se torna responsável por seus erros, acertos e riscos. E essa é a grande diferença. Uma pessoa que entende em profundidade seus erros e seus acertos, sabe como usá-los como aprendizado em suas próximas experiências.

        • Adora criar coisas novas

Uma premissa para ser um empreendedor é gostar de criar, ser apaixonado pelo novo, e ter ideias constantemente. Esse vício de fazer novas coisas, misturado com uma execução impecável e muito foco são fatores chave para o sucesso de uma empresa.

        • Não tem dificuldade de aprender novos conceitos mesmo fora da sua zona de conforto.

Um empreendedor quer resolver as coisas, mesmo que ele tenha que aprender como. Em uma empresa, por exemplo, ele é o cara que não se importa se uma tarefa é ou não específica de seu cargo, aprende novos conceitos e atividades constantemente para resolver seus problemas, ou conseguir produzir as suas atribuições da maneira que ele imagina.
Em uma startup, essa postura é fundamental, pois não importa se você é o programador, é fundamental que você também saiba vender, e mesmo que você seja o CEO, é bom aprender pelo menos o básico de programação para facilitar o seu dia a dia.

        • Tem uma excelente produtividade.

Um bom empreendedor sabe como manejar seu tempo para render o máximo por minuto. Ele aprende a entender seus pontos de principais distração, criar uma agenda e um método de gerenciamento do tempo. E quando falamos produtividade não queremos dizer mais tempo de trabalho. É importante que o empreendedor consiga fazer cada vez mais no mesmo espaço de tempo.

Esses são apenas alguns pontos que vemos que fazem a diferença em um empreendedor, e que os tornam "grandes profissionais", mas é importante deixar claro que algumas vezes essas são características natas em cada pessoa, mas caso você tenha interesse em empreender e te falte algum desses pontos, isso não te impedirá de ser um grande empreendedor,

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, startups, Startup company, startup, Negócios e Empreendedorismo, start up, hot topics

Que tal estagiar na Aceleratech? - Finanças e processos

Posted by Caroline Piguin on May 21, 2014 7:00:00 AM

Se você não se cansa de aprender, gosta de trabalhar intensamente, e quer uma empresa incrível com pessoas legais para estagiar, a Aceleratech é o lugar ideal para você!

Buscamos, para início imediato, uma pessoa que tenha um interesse especial por startups, empreendedorismo e Venture Capital e que também se interesse pelo funcionamento de empresas e o que acontece por trás dos bastidores para que empresas inovadoras atinjam o sucesso.

A área de processos e finanças da Aceleratech ajuda as startups na sua estruturação de processos e na otimização desses processos através de conhecimento, software e automação. Além disso, essa área garante que a Aceleratech, como empresa, rode cada vez melhor.

Atividades tocadas pela área de finanças e processos da Aceleratech:

- Dia a dia financeiro da Aceleratech (contas a pagar, fornecedores, contabilidade, compras, banco)
- Organização de documentos (contratos, due dilligence, etc.)
- Estruturação financeira e contábil das startups
- Acompanhamento da construção de projeções financeiras das startups
- Sistemas de TI
- Contato com investidores anjo e fundos de Venture Capital
- Contato constante com o portfólio inteiro da Aceleratech

A pessoa que mostrar uma grande afinidade com o time da Aceleratech, os empreendedores do programa e as atividades acima terá a oportunidade de:

- Acompanhar empreendedores e startups de perto
- Estar junto às mais novas tendências desse mercado
- Aprender como Venture Capital funciona e criar contatos nessa área
- Compartilhar seu conhecimento em finanças, contabilidade e organização
- Contribuir com o sucesso das startups e da própria Aceleratech

Conhecimentos/experiência
- 3º, 4º ou 5º ano de faculdade
- Engenharias, administração, ciências contábeis, ciências da computação, matemática e afins
- Orientação a processos, automação e comunicação
- Vontade de aprender rapidamente
- Conhecimentos em contabilidade ou finanças fortemente desejáveis
- Conhecimentos em programação desejáveis
- Inglês fluente desejável (somos um ambiente internacional)

Interessados devem enviar currículo para estagio2014@aceleratech.com.br. No e-mail, por favor descrever seu interesse na vaga, no tipo de atuação e na Aceleratech. Também comente experiências (de trabalho e pessoais) relevantes para a vaga e indique seus perfis públicos na internet (Linkedin, Twitter, blog, etc.).

Estamos animados para conhecê-lo :)

Read More

Topics: Aceleratech, empreendedorismo, Posts Blog, estágio, processos e finanças, Startup company, finanças, startup, vagas, start up, hot topics

4 dicas rápidas para melhorar as vendas do seu negócio

Posted by Caroline Piguin on May 14, 2014 12:00:59 PM

Um dos principais desafios de empreendedores e donos de pequenas empresas é aumentar as vendas do seu negócio. Ter uma equipe bem preparada e estabelecer metas são algumas recomendações de especialistas. Veja quatro dicas para quem deseja impulsionar as vendas da sua empresa.

1. Estabeleça o preço correto

Você sabe se o seu produto ou serviço está precificado corretamente? Nem sempre o preço mais baixo é o que atrai o consumidor. Status da marca, qualidade do produto, necessidade e tendência são alguns aspectos que também devem ser levados em consideração.

2. Faça um planejamento

Indicadores de resultado são essenciais para controlar as vendas do seu negócio. Com base nas métricas é possível avaliar que tipo de ação de marketing está melhorando as vendas, por exemplo. Além disso, especialistas afirmam que ter uma meta bem definida é um passo importante para alcançar melhores resultados.

3. Treine bem a sua equipe de vendas

Excesso de simpatia e atenção são algumas atitudes que podem acabar afastando o cliente da sua empresa. Por isso, um bom atendimento pode conquistar novos clientes e aumentar as vendas. Incentivar a troca de experiências entre os vendedores é uma maneira barata de treinar a sua equipe.

4. Foque no cliente

Agradar o consumidor no pós-venda pode garantir uma futura venda. Um cliente satisfeito pode ajudar a empresa a gerar mais demanda. Por isso, se um consumidor retornou com algum problema, a equipe de vendas precisa estar preparada para buscar uma solução.

Fonte: Exame PME

Read More

Topics: empreendedorismo, Posts Blog, startups, marketing, Startup company, startup, start up, vendas, hot topics

Por que os empreendedores são tão felizes?

Posted by Caroline Piguin on May 7, 2014 8:34:52 AM

A vida de um empreendedor, apesar de ser extremamente trabalhosa é muito recompensadora. Não há nada mais gostoso do que ver algo que você construiu crescer e escalar pelo Brasil e mundo. Com uma startup ou pequena empresa é muito mais fácil ver os resultados diretos de seu trabalho e o crescimento é geralmente muito maior.
Esses são apenas alguns dos motivos para explicar o porquê empreender é tão bom, mas existem muitas outras mais.

Read More

Topics: PME, dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, startups, infografico, Startup company, Small Business, startup, Negócios e Empreendedorismo, empreendedores, start up, hot topics, empreendedor

Direto das trincheiras: MobGeek

Posted by Caroline Piguin on May 5, 2014 12:07:05 PM

A MobGeek já nasceu com um objetivo extremamente ambicioso: Ensinar leigos a programar. E não é para menos: Seus fundadores, Ana Luisa Santos e Yuri Ramos são experts no assunto, com uma passagem no MIT para comprovar isso. Em nosso Direto das Trincheiras de hoje batemos um papo com eles para entender melhor qual a visão deles para o negócio, seus desafios, o processo de aceleração e planos para 2014.

Aceleratech: Como a Mobgeek se diferencia dos demais sites de educação do mercado?
Ana: A MobGeek traz em seu DNA o foco na resolução de problemas reais, algo que nós, fundadores, vivenciamos pra valer quando alunos do MIT (Massachusetts Institute of Technology). E materializamos isso ensinando programação para que pessoas comuns, sem background técnico, tenham em suas mãos o poder de construir soluções para problemas (ou oportunidades) a sua volta. Através de videoaulas vamos guiando o passo a passo de como criar do zero projetos de sites e aplicativos. Sabemos também o quanto pode ser solitário aprender online. Por isso trazemos um componente bastante especial, que é a mentoria online, abrindo canais para que nossos alunos tirem dúvidas, compartilhem e se sintam apoiados nessa jornada.

Aceleratech: Qual o potencial de mercado da Mobgeek?
Yuri: Nosso público é bem amplo pois ensinamos qualquer pessoa que queira aprender a programar e já tenha familiaridade com a Internet. Muitos alunos nossos querem lançar suas startups, criar projetos pessoais ou para as empresas onde trabalham. Temos alunos jornalistas, advogados, universitários de cursos como biologia (sério!) ... gente de todo tipo e background. Alguns querem se tornar desenvolvedores de software, uma carreira super em alta (que paga muito bem). E muita gente não sabe por onde começar. Mas reconhecemos que a maior parte do nosso mercado é um público jovem: estudantes do ensino médio, ensino superior ou jovens profissionais. Estamos falando de alguns bons milhões de brasileiros.

Aceleratech: Como se ensina programação para leigos?
Ana:Muita gente imagina que aprender a programar seja daquelas coisas extremamente difíceis. Não é. Mas pode traumatizar quem está começando se o ensino não for adequado. Por isso montamos um time de primeira, com especialistas em educação online e desenvolvedores experientes. Formatamos videoaulas com conteúdo passo a passo e motivamos o aluno com metas de desenvolver um projeto prático, como por exemplo criar uma página pessoal ou um aplicativo de visualização de fotos. Algo simples, mas que já motiva o aluno ao mostrar que não é tão difícil quanto ele pode imaginar. E muita gente se sente empoderada… “nossa, olha o que eu consigo fazer em tão pouco tempo”. Ao longo do caminho vamos introduzindo conceitos teóricos em pílulas de conteúdo para que ele vá conectando os pontos sem se sentir intimidado. E com a mentoria online o aluno vai tendo uma noção bem precisa do seu progresso...consegue medir o quanto já evoluiu e o que consegue produzir.

Aceleratech: Como a mobgeek pretende crescer em 2014?
Yuri: Somos B2B e B2C. Qualquer pessoa pode entrar no site e assinar os cursos da MobGeek. Também estamos atuando em frentes paralelas: discutindo parcerias, apresentando a MobGeek a escolas, investindo em marketing digital e produzindo mais conteúdo (parte dele gratuito) para difundir esse conhecimento para mais e mais brasileiros.

Aceleratech: Como a experiência do MIT ajudou a vocês montarem esse negócio?
Ana:Ficamos muito impressionados com o que vimos e aprendemos no MIT. A instituição não é tudo o que dizem por acaso. Pode parecer meio básico falar em resolver problemas reais, mas hoje a gente vê que o nosso país poderia inovar muito mais se mais pessoas passassem da discussão dos problemas para o mão na massa, a prática, a execução. No MIT aprendemos como é importante focar em problemas, mesmo que simples, que resolvam ou facilitem a vida de muita gente, além de ser empreendedor e buscar causar impacto significativo na sociedade. A gente traz essa pegada para a MobGeek.

Aceleratech: Qual foi o aprendizado mais valioso que vocês tiveram na aceleração?
Ana:Bem...muitas emoções... De tudo o que discutimos e aprendemos durante estes meses (temos mesmo que escolher só um ponto?), destacamos um framework de follow up de vendas, marketing digital e finanças para startups. Não podemos deixar de mencionar a interação com as outras startups aceleradas. Ao longo desses meses juntos, ralando e convivendo juntos diariamente, aprendemos muito com as outras startups, desde ferramentas, métricas, métodos de trabalho etc.

Aceleratech: Vocês tem uma visão muito clara para a Mobgeek, explica para a gente qual é e como ela se traduz no produto?
Yuri: Nossa visão é revolucionar a educação, empoderando jovens a criar tecnologias para resolver problemas reais, impactando fortemente a criação de produtos, negócios e inovações sociais no mundo digital. Fato: quem programa tem um super poder em suas mãos. No nosso produto, a gente mostra aos usuários, de forma muito prática, o que é possível construir com essa nova habilidade que eles adquirem com a MobGeek.

Read More

Topics: entrevista, Direto das Trincheiras, dicas para empreendedores, mobgeek, empreendedorismo, Posts Blog, startups, Startup company, startup, start up, hot topics, empreendedor

4 itens que você tem que prestar atenção em um contrato

Posted by Caroline Piguin on May 2, 2014 12:10:31 PM

Sabemos que, um momento extremamente importante para uma startup é o fechamento de um investimento, ou mais precisamente, a assinatura de um contrato. Mas esse momento pode ser tanto um alívio, quanto o início de um tormento. Vemos empresas se comprometendo com coisas que não sabem se são capazes de cumprir, ou ainda concordando com penalidades extremamente severas.

As consequências de não ler as letras miúdas geralmente são graves, e o contrato é primeiro teste do investidor. Será que um empreendedor que assina contratos sem ler é realmente o tipo de gestor que ele procura para um negócio investido? Coloque-se no lugar dele. Você se sentiria seguro?

A primeira dica que damos sobre um contrato é: Jamais assine sem a revisão ou o aconselhamento de um advogado. Ele saberá todas as particularidades de seu negócio e mercado, e sempre terá em vista seus interesses. Mesmo assim é essencial que você também leia o contrato, para entender suas obrigações e o que acontecerá com sua empresa caso você não cumpra o acordado.

Geralmente, contratos de investimento são longos e complicados, e dificilmente você terá uma conclusão em um dia de trabalho. É comum receber os contratos em formato aberto, e enquanto você faz sua leitura inicial, inclua seus comentários, dúvidas e pontos de preocupação. Dificilmente em uma primeira leitura você conseguirá entendê-lo e ver todos os pontos. Leia duas, três, quatro vezes. Seja cauteloso. A assinatura de um contrato, por melhor que se deem as partes, será sempre desgastante,mas ninguém espera que seja fácil, então mantenha suas necessidades e seus valores , mas saiba quando ceder.

Veja os 4 principais itens a se prestar atenção em um contrato:

Penalidade
A penalidade é o que vai acontecer contigo e com sua empresa caso você infrinja o contrato. A penalidade geralmente vem em forma de multa, devolução e até processos. A tendência é que você tente sempre puxar as penalidades para o mínimo que conseguir, afinal, mesmo que você não pretenda infringir o contrato, você deve proteger a si mesmo e ao seu negócio.Tente limitar as penalidades ao negocio somente e não aos sócios.
Leia com cuidado e carinho, mas tenha em mente que da mesma forma que você está tentando se proteger, seu investidor/contratante também está. Mantenha o bom senso sobre o que é ou não viável.

Obrigações
Essa parte do contrato apresenta as obrigações dos dois lados, tanto do contratante quanto do contratado, do investidor e do investido. Certifique-se de que você será capaz de cumprir com todas as suas obrigações, não fique só no “eu acho que dá…” Uma dica que costumamos dar por aqui é que você deve buscar que as obrigações sejam recíprocas, ou seja, se você tem a obrigação de algo, busque o outro lado do contrato a te oferecer algo parecido.

Confidencialidade
Em geral, tente colocar a confidencialidade como uma cláusula mútua, caso vocês decidam seguir por esse caminho. É importante não confundir a confidencialidade com NDA (Non Disclose Agreement). Geralmente, investidores não assinam um NDA para uma apresentações ou pitches, e isso é uma prática do mercado, e não significa que ele vai te passar a perna e roubar sua ideia. Lembre-se da quantidade de propostas, apresentações, pitches e contatos que ele tem diariamente, é inviável assinar um termo para cada um deles. Investidores não estão no mercado para roubar sua ideia, primeiro, e principalmente, porque esse não é o objetivo deles, a expectativa do investidor é achar empresas sólidas, confiáveis e de acordo com seu perfil de investimento. Caso ele não acredite que você faça parte desse grupo, ele marcará mais reuniões para conhecer novas ideias e startups, e não copiar seu negócio. Segundo por que a reputação dele também está em jogo.

Disposições gerais
Preste atenção especial para as disposições gerais. Em geral estão no fim do contrato, e você só chega nela quando já está cansado. É lá que geralmente ficam as armadilhas.

Esses são apenas os pontos a prestar mais atenção em um contrato. Você não vai, é claro, pular as outras partes. E como já falamos acima, sempre, independentemente do contrato que você vai assinar, peça a ajuda de seu advogado.

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, contrato, Posts Blog, startups, Startup company, startup, Negócios e Empreendedorismo, advogado, start up, hot topics, empreendedor

Competição extrema

Posted by Caroline Piguin on Apr 28, 2014 3:28:22 PM

O que aprender com o estilo agressivo de gestão instituído por Jeff Bezos, fundador da Amazon, a maior empresa de comércio eletrônico do mundo Esperar quase uma década para a empresa dar lucro e dizer aos investidores, enquanto o dinheiro não vem, que o negócio vai se transformar — em algum momento incerto — na maior loja virtual do planeta. Mais do que isso: vendendo absolutamente todo tipo de mercadoria a preços muito competitivos. No livro A Loja de Tudo: Jeff Bezos e a Era da Amazon, recém-lançado no Brasil, o jornalista americano Brad Stone traça o perfil arrojado e a trajetória do fundador da Amazon, empresa que faturou 74,4 bilhões de dólares em 2013. Conheça os aspectos que, de acordo com Bezos, fizeram seu negócio crescer.

Read More

Topics: dicas para empreendedores, amazon, Curadoria, empreendedorismo, Posts Blog, jeff bezos, hot topics, empreendedor

Dicas para se inscrever na aceleração de startups da Aceleratech

Posted by Caroline Piguin on Apr 22, 2014 4:32:50 PM

Essa semana abrimos nossas inscrições para nossa quarta turma de aceleração, e para você que quer ter certeza que fará a melhor inscrição possível e preencherá todos os campos corretamente, criamos uma explicação passo a passo de como se inscrever caso seja uma empresa já cadastrada ou não no dentro do Fundacity.

Read More

Topics: Aceleratech, inscrições, empreendedorismo, aceleração, Posts Blog, startups, Startup company, Small Business, startup, start up, hot topics, aceleração de startups

Subscribe to Email Updates

Recent Posts

Posts by Topic

see all

Follow Me