AceleraBlog

Como startups podem usar as mídias sociais para crescer seus negócios

Posted by Tatiana Aoki on Oct 30, 2014 1:13:21 PM

As mídias sociais são uma realidade. Hoje, qualquer indivíduo conectado consegue criar conteúdo - seja ele em forma de texto, imagem, áudio, vídeo.
Ok, todo mundo cria e faz, diariamente, posts no Facebook. Contudo, como gerar negócios efetivos, sobretudo no mundo das start ups, em que as energias não podem ser desperdiçadas?

A primeira coisa é montar o objetivo. Faço a seguinte pergunta desafiadora:
-Por que sua start up deve estar nas mídias sociais? Qual o objetivo?

Normalmente, a resposta é uma das duas:
1)Branding, ou seja, divulgar sua marca;

2)Conversão - ou, no bom português, vender.

Independente do seu objetivo, é necessário fazer ao menos um pequeno investimento em mídia paga: Facebook Ads, Linkedin Ads, Twitter Sponsored. Quando se quer vender, tem que investir.

Voltando ao objetivo:

Se você quer fazer branding e divulgar sua marca, acredito que, para isso, o céu é o limite. Recomendaria o seguinte para start ups:

1)Crie uma página no Facebook e alimente por, no mínimo, três vezes por semana. Obs: você vai perceber como é difícil.

2)Crie ou ao menos “pegue” a url das demais redes com o nome de sua start up. Dicas: Twitter, Pinterest, página do Linkedin, Google +, Slideshare, Behance, Instagram. Mesmo que não vá usá-las com a periodicidade necessária, é melhor ter as marcas em seu nome para o caso de usá-las no futuro.

Agora, se o seu objetivo é a venda, o caminho pode ser um pouco diferente. Vamos às principais dicas:

1)Blog: conteúdo é commoditie e, ao mesmo tempo, é tudo. Reparou que um bom conteúdo leva sua credibilidade ao topo? Pois é, sua marca pode ser uma referência em um assunto específico - de preferência que venda sua start up.

2)Viralize! Encontre quem são os principais influenciadores da área em que você quer atuar. É possível falar com esses canais? Seja imprensa, blogueiros que se identifiquem com sua marca, consultores de sua área. O importante é que esses canais divulguem de maneira espontânea o que você vende. Hoje o público é exigente e não aceita qualquer propaganda no estilo “Compre já! Ligue agora!”. Percebeu a diferença?

Espero ter conseguido ajudar nesse caminho complexo que é o marketing digital.

Read More

Topics: twitter, empreendedorismo, Posts Blog, marketing para startups, marketing, facebook, estratégia de marketing, start up, linkedin, midias sociais, hot topics

Growth Hacking - Outro modo de pensar o crescimento

Posted by Caroline Piguin on Apr 7, 2014 3:12:09 PM

Growth Hacking não é um termo novo, e apesar de já ser amplamente discutido no Vale do Silício, aqui no Brasil estamos começando a ouvir mais sobre isso agora.

Aqui na Aceleratech nós somos obcecados por crescimento, marketing e vendas em uma startup, então não foi nenhuma surpresa quando o Growth Hacking começou a tomar nossas discussões, reuniões, e conversas na hora do almoço.

Todos parecem concordar que o Growth Hacking é um modo interessante de pensar a escalabilidade de uma startup, e suas técnicas de fato funcionam. Acho que o mais interessante dessa prática é a necessidade de pensar em novas maneiras para escalar sua startup, aproveitar os dados e comportamento de seu usuário para melhorar e crescer sua base de clientes.

Vejo que a discussão sobre o assunto está começando no Brasil, principalmente com o crescimento e amadurecimento do ecossistema empreendedor, mas ainda vejo que estamos andando a passos lentos em relação à discussão do tema. Por isso, gostaria de iniciar, com esse post, uma discussão sobre novas técnicas e insights sobre growth hacking.

O post de hoje é uma introdução no estilo “tudo que você precisa saber sobre”. Se você sabe o que é growth hacking, mas não sabe de onde veio, ou ainda a diferença entre growth hacking e marketing, te convido a ler esse post, e no final, fique à vontade para tirar suas dúvidas ( já mencionei que respondemos todos os e-mails e comentários enviados?)

Como surgiu o Growth Hacking?

O termo surgiu em 2010 com Sean Ellis, um empreendedor incrível que ajudou diversas startups a alcançarem crescimento recorde. Depois de certo tempo ele virou o cara que todos do Vale do Silício iam para buscar ajuda com crescimento de usuários. O grande problema é que depois da criação e implantação da estratégia, era muito difícil de encontrar um substituto à altura do desafio. A maioria tinha certa experiência ou diploma em marketing, mas a questão é que as técnicas e o pensamento utilizado por um Growth Hacker são um pouco diferentes do marketing tradicional. O foco é como crescer sua empresa rapidamente usando as diversas técnicas disponíveis.Uma startup tem apenas um objetivo: Crescimento. E é isso ou a falência.

Ellis, decidiu então mudar o que ele pedia. E com um post sobre contratação nas startups, surgiu o termo “Growth Hacker”. Neste post, Ellis aponta que entre a decisão de contratar um VP de Marketing ou um Growth Hacker, vá na segunda opção, pois ele terá as habilidades necessárias para crescer sua startup de forma rápida e muito mais econômica.

O que faz, afinal, um Growth Hacker?

A grande diferença entre um Growth Hacker e um profissional de marketing é que , na primeira opção, todas as ações são voltadas para o crescimento. Esse foco exclusivo faz com que o Growth hacker use novas metodologias e técnicas não tão comuns para profissionais de marketing. E por isso, não é uma questão de substituição, são apenas focos e estratégias diferentes.

Com a chegada dos produtos tecnológicos, abre-se uma nova gama de possibilidades de divulgação e fidelização. O pensamento de alguém que vende/divulga um produto tecnológico de uma startup deve ser totalmente diferente diferente de alguém que vende móveis, por exemplo. As startups demandam mais criatividade e pensamento de compartilhamento online. Um software como o Trello, por exemplo, que dá um período de sua conta premium para você caso seus amigos se cadastrem à seu convite, utiliza uma técnica do growth hacking, e funciona muito bem, mas só pode ser usada em um produto digital.

Técnica do Trello para compartilhamento e recomendação

Não só o produto se modernizou, mas também sua distribuição. Um Growth Hacker busca compreender como o consumidor se comporta online e usa esse conhecimento, juntamente com novas ideias e técnicas para divulgar e impulsionar a venda e conhecimento de seu produto, ou seja: Crescimento!

Criatividade para crescer
Já li em vários lugares que growth hacking é o marketing para as startups, mas hoje em dia acredito que ele é uma categoria distinta, uma outra maneira de enxergar o crescimento de seu negócio. Mas eu consigo entender o porquê dessa confusão. O marketing em uma startup deve ser mais enxuto no quesito dinheiro. Se tem uma coisa que um empreendedor sabe (ou precisaria saber) fazer, e se virar com pouca grana.

O growth hacking usa os principais recursos de uma startup como seus aliados: Criatividade, agilidade, conhecimento e experimentação tecnológica. Não demorou para ser cada vez mais adotado por startups no mundo todo.

O Growth Hacker é, por necessidade, curioso e analítico, além das estratégias já usadas em marketing ( voltadas para crescimento, claro), ele busca novas maneiras para aproveitar a nova realidade online de compartilhamento e a facilidade dos produtos digitais como um impulso para seu crescimento. E é por esse foco em crescimento tanto no growth hacking quanto na startup que esses dois conceitos cada vez andam mais juntos.

Aqui na Aceleratech ainda não chegamos a um consenso se o growth hacking é uma disciplina a parte ou apenas o marketing voltado ao crescimento. O que você acha?

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, marketing, crescimento, ideias, growth hacking, estratégia de negócios, estratégia de marketing, escala, hot topics

04 resoluções de marketing para sua startup

Posted by Caroline Piguin on Jan 10, 2014 4:32:39 PM

Início de ano sempre é uma boa época para repensar.Fazemos um balanço de tudo no ano passado, e criamos metas e desejos para o ano que começou.

Para quem é empreendedor, é importante fazer uma reavaliação dos resultados de sua startup, e para o marketing é uma boa época para estudos, criação de metas para o ano e para pivotar a estratégia, caso necessário.

Resumimos 04 resoluções de marketing para 2014 que não podem faltar na sua lista!

Crie e compartilhe mais conteúdo
Mostre sempre o quanto você é expert no que faz e como você conhece o mercado. Criar conteúdo que realmente atraia potenciais clientes, formadores de opinião e pessoas da área é uma maneira relativamente simples (porque sabemos que um bom conteúdo demanda tempo) de espalhar sua marca. Caso você tenha criado conteúdo em 2013, coloque como meta criar mais, e de forma mais regular. Além disso vale entender quais foram os posts e artigos mais populares do ano passado e começar esse ano com temas reformulados!

Monitore, avalie e mude mais a estratégia
Agende-se para vistoriar seu analytics toda semana, aprenda o que deu certo, e o que você fez que poderia ser melhorado para gerar mais resultados. Das pessoas que entraram em seu site, de onde eles vieram? Quais palavras as pessoas buscaram no Google para chegar em seu site? Elas realmente são as melhores possíveis e descrevem seu core business?
Em caso de uma nova campanha, veja qual foi o reflexo no site e nas mídias sociais.
Falando nelas, veja suas menções, RTs, compartilhamentos, comentários e o crescimento (ou não) com o passar do tempo. Monitore todas as ações, em todas as plataformas digitais, e crie análises mais aprofundadas.Caso sua estratégia de marketing não esteja dando certo, não tenha medo de ajustá-la.

Seja mais social
A presença social não significa apenas jogar conteúdo para seus assinantes, curtidas e seguidores.Engaje seu público com perguntas, compartilhe conteúdos deles, não esqueça de respondê-los sempre, e crie conversas e discussões. Tente comentar em blogs relativos à sua área e participe do dia a dia das redes sociais

Mexa mais em seu site
A maioria das startups, ou até grandes empresas, criam seus sites e os deixam estáticos até a próxima mudança completa de layout. Coloque a otimização de SEO e usabilidade como parte de suas tarefas semanais. Releia sempre os textos de seu site,e se pergunte: Eles estão claros? otimizados para SEO? Alguma informação do site precisa mudar? E veja seus acessos e taxa de conversão aumentarem absurdamente.

Você tem mais alguma dica para esse ano? Compartilhe conosco!

Read More

Topics: marketing de conteúdo, Posts Blog, analytics, seo, SEM, startups, marketing, Startup company, ideias, resoluções, startup, estratégia de marketing, social media, conteúdo, midias sociais, sucesso, hot topics

A Grande diferença entre marketing de conteúdo brasileiro e americano - Parte 02

Posted by Caroline Piguin on Jan 8, 2014 5:01:47 PM

Falamos neste post sobre o quanto o marketing no Brasil ainda tem muito espaço para ser trabalhado, desde que bem planejado. Percebemos, porém, que muitas startups ainda enxergam o marketing como aquela coisa gigantesca-propaganda-de-televisão. Mas é importante saber que antes desse estágio são necessários muitos outros passos menores que passam desapercebidos, e que geram uma imagem de colcha de retalhos.

Read More

Topics: empreendedorismo, marketing de conteúdo, Posts Blog, startups, marketing, Startup company, Small Business, ideias, startup, estratégia de marketing, start up, conteúdo, sucesso, inbound marketing, hot topics

Subscribe to Email Updates

Recent Posts

Posts by Topic

see all

Follow Me