AceleraBlog

Três características de um growth hacker

Posted by Caroline Piguin on Apr 10, 2014 5:41:42 PM

Depois de falarmos sobre o que é o Growth Hacking, imagino que muitos de vocês pensaram: “ Ok, tudo isso parece maravilhoso, mas agora como trazer isso para minha realidade?”. Apenas o fato de conseguir gerar o crescimento constante para uma empresa com investimento mínimo não só te faz muito mais apto para uma empreitada, mas também a mentalidade exigida para ser um Growth Hacker, te faz um gestor ainda melhor. Eu acredito que o pensamento de um growth hacker caiba não apenas em um ambiente de startup, mas também para grandes empresas, que querem se tornar mais inovadoras e otimizar seu crescimento.

Mas ao contrário da maioria dos profissionais do mercado, o growth hacking, de acordo com Dan Martell, fundador do Clarity é “um modo de pensamento, e não um conjunto de habilidades”.Li, recentemente, uma matéria da Tech Crunch que falava sobre três características que um Growth Hacker precisa ter, e gostaria de compartilhá-la com vocês.

Dados

Growth Hackers são apaixonados por dados, análises e métricas, afinal, como ele vai melhorar seu crescimento? É com esses dados que ele saberá quais de suas estratégias estão funcionando, quais não, e por que. Sem métricas, um Growth Hacker se sente perigo e completamente improdutivo. Os dados e análises são que que levarão ao caminho do crescimento sólido e constante. A cada nova estratégia ou nova tática, o primeiro passo é analisar para entender a performance, e a partir disso, decidir os próximos passos. Como existe a necessidade da mudança e experimentação constante, os dados são os que tangibilizam e informam não só os resultados, mas também direcionam as próximas táticas a serem usadas. Esta abordagem científica para o crescimento é chamada de engenharia de distribuição pelo fundador da Everlane, Jesse Farmer, " Os melhores growth hackers adotam uma abordagem rigorosa , empírica para o crescimento e distribuição da startup ", diz Jesse . Essas métricas podem ser qualquer coisa desde uma taxa de conversão de uma inscrição até um coeficiente viral.

Criatividade

Michael Birch, um dos primeiros growth hackers e co- fundador da Bebo, diz: "Growth Hacking é tanto uma arte quanto uma ciência." Embora impulsionado por dados e métricas móveis, growth hackers também resolvem problemas de forma criativa Usando o mínimo de recursos possível. Um growth hacker tem uma mente sempre vibrante e criativa, e pensa em novas maneiras de adquirir usuários. growth hackers não estão contente só com dados, mas sim em construir em novas e desconhecidas estratégias para encontrar o crescimento. Greg Tseng , co- fundador da Tagged, diz que os dados e a criatividade de um growth hacker andam de mãos dadas " , Você é bom com ambos os lados do cérebro? Se você é apenas criativo, você nunca vai saber o quanto suas ideias são boas . Se você só tem uma mentalidade analítica , então você vai saber exatamente o quão ruim as suas ideias são!"

Esta mistura entre o criativo e analítico é a característica definidora de growth hackers. " Os criativos sabem intuitivamente o que é melhor para o usuário, enquanto pessoas de dados fornecem grandes insights. Os verdadeiros unicórnios são aqueles que podem ir projeto de ponta a ponta, desde construção, métricas, análise e melhoria, interagindo com uma combinação de intuição de usuário e análises profundas " , diz Matt Humphrey, co -fundador da HomeRun . Growth Hackers operam em todas as disciplinas e funções, além de se envolver com UI / UX para decisões métricas. A combinação de uma mentalidade criativa e analítica permite que um growth hacker tenha uma imagem coesa e sistemática do produto.

Curiosidade

Um growth hacker tem um fascínio no motivo pelo qual os visitantes decidem se comprometer e tornar-se usuários de alguns produtos enquanto outros não fazem diferença nenhuma. Growth Hackers são constantemente curiosos e têm um desejo insaciável de aprender. Eles estudam profundamente o comportamento do usuário e exploram a economia comportamental. Jesse Farmer diz que: " Bons growth hackers têm uma compreensão e ao mesmo tempo, profunda curiosidade de como funciona a internet “. Esta curiosidade leva a uma compreensão do produto e experiência do usuário muito além da superfície.

Growth Hackers são profissionais ainda muito raros no mercado, principalmente pela complexa mistura entre uma pessoal extremamente analítica, e outrainovadora e criativa. e um mashup altamente improvável de dados , criatividade e curiosidade. Como é um campo bastante definido recentemente , alguns argumentam que hoje há apenas algumas centenas de growth hackers no Vale do Silício . Embora um pequeno número não trabalha fixamente em uma empresa e tem as portas abertas para todos que precisem de ajuda. A maioria dos growth hackers dizem que aprenderam a partir da necessidade de criar uma área de marketing com orçamento zero.

E você? Já fez alguma estratégia de growth hacking que deu certo? Fale conosco pelos comentários!

Read More

Topics: Aceleratech, dicas para empreendedores, empreendedorismo, aceleração, Posts Blog, startups, marketing, Startup company, growth hacking, startup, Negócios e Empreendedorismo, start up, hot topics, growth hacker

Growth Hacking - Outro modo de pensar o crescimento

Posted by Caroline Piguin on Apr 7, 2014 3:12:09 PM

Growth Hacking não é um termo novo, e apesar de já ser amplamente discutido no Vale do Silício, aqui no Brasil estamos começando a ouvir mais sobre isso agora.

Aqui na Aceleratech nós somos obcecados por crescimento, marketing e vendas em uma startup, então não foi nenhuma surpresa quando o Growth Hacking começou a tomar nossas discussões, reuniões, e conversas na hora do almoço.

Todos parecem concordar que o Growth Hacking é um modo interessante de pensar a escalabilidade de uma startup, e suas técnicas de fato funcionam. Acho que o mais interessante dessa prática é a necessidade de pensar em novas maneiras para escalar sua startup, aproveitar os dados e comportamento de seu usuário para melhorar e crescer sua base de clientes.

Vejo que a discussão sobre o assunto está começando no Brasil, principalmente com o crescimento e amadurecimento do ecossistema empreendedor, mas ainda vejo que estamos andando a passos lentos em relação à discussão do tema. Por isso, gostaria de iniciar, com esse post, uma discussão sobre novas técnicas e insights sobre growth hacking.

O post de hoje é uma introdução no estilo “tudo que você precisa saber sobre”. Se você sabe o que é growth hacking, mas não sabe de onde veio, ou ainda a diferença entre growth hacking e marketing, te convido a ler esse post, e no final, fique à vontade para tirar suas dúvidas ( já mencionei que respondemos todos os e-mails e comentários enviados?)

Como surgiu o Growth Hacking?

O termo surgiu em 2010 com Sean Ellis, um empreendedor incrível que ajudou diversas startups a alcançarem crescimento recorde. Depois de certo tempo ele virou o cara que todos do Vale do Silício iam para buscar ajuda com crescimento de usuários. O grande problema é que depois da criação e implantação da estratégia, era muito difícil de encontrar um substituto à altura do desafio. A maioria tinha certa experiência ou diploma em marketing, mas a questão é que as técnicas e o pensamento utilizado por um Growth Hacker são um pouco diferentes do marketing tradicional. O foco é como crescer sua empresa rapidamente usando as diversas técnicas disponíveis.Uma startup tem apenas um objetivo: Crescimento. E é isso ou a falência.

Ellis, decidiu então mudar o que ele pedia. E com um post sobre contratação nas startups, surgiu o termo “Growth Hacker”. Neste post, Ellis aponta que entre a decisão de contratar um VP de Marketing ou um Growth Hacker, vá na segunda opção, pois ele terá as habilidades necessárias para crescer sua startup de forma rápida e muito mais econômica.

O que faz, afinal, um Growth Hacker?

A grande diferença entre um Growth Hacker e um profissional de marketing é que , na primeira opção, todas as ações são voltadas para o crescimento. Esse foco exclusivo faz com que o Growth hacker use novas metodologias e técnicas não tão comuns para profissionais de marketing. E por isso, não é uma questão de substituição, são apenas focos e estratégias diferentes.

Com a chegada dos produtos tecnológicos, abre-se uma nova gama de possibilidades de divulgação e fidelização. O pensamento de alguém que vende/divulga um produto tecnológico de uma startup deve ser totalmente diferente diferente de alguém que vende móveis, por exemplo. As startups demandam mais criatividade e pensamento de compartilhamento online. Um software como o Trello, por exemplo, que dá um período de sua conta premium para você caso seus amigos se cadastrem à seu convite, utiliza uma técnica do growth hacking, e funciona muito bem, mas só pode ser usada em um produto digital.

Técnica do Trello para compartilhamento e recomendação

Não só o produto se modernizou, mas também sua distribuição. Um Growth Hacker busca compreender como o consumidor se comporta online e usa esse conhecimento, juntamente com novas ideias e técnicas para divulgar e impulsionar a venda e conhecimento de seu produto, ou seja: Crescimento!

Criatividade para crescer
Já li em vários lugares que growth hacking é o marketing para as startups, mas hoje em dia acredito que ele é uma categoria distinta, uma outra maneira de enxergar o crescimento de seu negócio. Mas eu consigo entender o porquê dessa confusão. O marketing em uma startup deve ser mais enxuto no quesito dinheiro. Se tem uma coisa que um empreendedor sabe (ou precisaria saber) fazer, e se virar com pouca grana.

O growth hacking usa os principais recursos de uma startup como seus aliados: Criatividade, agilidade, conhecimento e experimentação tecnológica. Não demorou para ser cada vez mais adotado por startups no mundo todo.

O Growth Hacker é, por necessidade, curioso e analítico, além das estratégias já usadas em marketing ( voltadas para crescimento, claro), ele busca novas maneiras para aproveitar a nova realidade online de compartilhamento e a facilidade dos produtos digitais como um impulso para seu crescimento. E é por esse foco em crescimento tanto no growth hacking quanto na startup que esses dois conceitos cada vez andam mais juntos.

Aqui na Aceleratech ainda não chegamos a um consenso se o growth hacking é uma disciplina a parte ou apenas o marketing voltado ao crescimento. O que você acha?

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, marketing, crescimento, ideias, growth hacking, estratégia de negócios, estratégia de marketing, escala, hot topics

Subscribe to Email Updates

Posts by Topic

see all

Follow Me