AceleraBlog

10 passos para você saber se tem uma ótima ideia

Posted by Caroline Piguin on Mar 11, 2014 1:18:35 PM

Alguns empreendedores são mais aversivos à riscos do que outros,mas uma coisa é comum á todos: os empreendedores querem se certificar que estão fazendo um bom negócio trocando seus salários fixos e benefícios por um futuro incerto.Sempre recebemos perguntas sobre como identificar uma boa ideia para uma startup. Achamos o infográfico abaixo na Founders Institute, e gostaríamos de dividí-lo com vocês. Para facilitar a leitura, traduzimos o infográfico no texto abaixo, e depois você pode acompanhá-lo na íntegra!

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, startups, Startup company, ideias, estratégia de negócios, startup, Negócios e Empreendedorismo, mercado, start up, sucesso, hot topics, empreendedor

Quando largar seu emprego e se dedicar a sua startup?

Posted by Caroline Piguin on Jan 24, 2014 3:29:20 PM

Uma das principais perguntas que ouvimos em nossos eventos e em nosso dia a dia é sobre quando os empreendedores devem abandonar a vida dupla de trabalho regular matinal e startup na vida noturna. fato é que esse é um passo necessário para sua startup decolar. Não existe como se comprometer com sua startup como ela merece e ainda ter, no mínimo, 8 horas diárias de trabalho.Defendemos que não existe empreendedor meio período, mas sabemos que é muito difícil abandonar a estabilidade de seu emprego para tentar a sorte sem nenhuma certeza de sucesso.

É claro que não existe uma regra única nesse assunto, até porque não há garantias que sua startup seja bem sucedida, mas existem alguns pontos que podem demonstrar se você está pronto ou não pera esse passo, e é sobre isso que falaremos neste post.

Tenha mais do que uma ideia

Existe um momento na carreira de todo empreendedor em que tocar seu trabalho convencional e sua startup ao mesmo tempo torna-se insustentável. Ao mesmo tempo, é necessário saber a hora certa de tomar essa decisão.

Por mais que você ache sua startup inovadora e seu produto a prova de rejeição, não se iluda: Não existe nenhum negócio certo. E equipe e a execução são mais de 50% do caminho.
É possível fazer várias coisas para sua startup sem ter que necessariamente se demitir.
Primeiro, estude seu mercado, busque entender quem são seus clientes e o que eles buscam em um produto. Vá para a rua, faça pesquisas e converse com seus potenciais clientes para entender o que é esperado e o que falta em sua estratégia.

Depois de aprender tudo isso, está na hora de validar. Crie um pequeno processo, inicialmente manual para testar as melhores fontes de receita e modelos de negócio.

Assim, ao sair de seu trabalho, você terá mais segurança e facilidade para tocar o negócio.

Leve em consideração sua necessidade financeira

Qual é sua situação atual? Você é solteiro? Casado? Com filhos? Cada um desses momentos demanda um tipo de renda, e você precisa saber exatamente qual o mínimo necessário para se manter mensalmente. Sempre vemos empreendedores falando que “se em 06 meses não tiver decolado, eu volto a trabalhar”. Se esse for o seu caso, nem saia do trabalho. Para uma empresa “decolar” é preciso muito mais do que isso, e vamos além, não se esqueça, que o primeiro passo para o lucro é o break even (quando a empresa já consegue pagar suas próprias contas), que já é bastante difícil de atingir. Desse ponto até o lucro ainda tem uma longa caminhada

Guarde dinheiro antes de sair do trabalho
Antes de se tornar um empreendedor em tempo integral, crie uma poupança para ter um pouco mais de segurança. O recomendado é que você monitore suas despesas por algum tempo e veja qual a sua necessidade mensal. Desse modo, o planejamento de reservas ficará muito mais assertivo e você conseguirá controlar muito melhor se está fugindo de seu budget mensal.
É fundamental que, uma vez saindo de seu trabalho, o controle de suas despesas seja ainda mais próximo e reduzido ao essencial.

O recomendado é que você guarde o suficiente para 6 meses a um ano, mas se você conseguir guardar mais, melhor.

Como foi esse passo para você? Quais são suas 3 dicas para dedicar-se somente ao seu negócio? Caso ainda não tenha passado por isso, qual o seu planejamento para isso?

Read More

Topics: dicas para empreendedores, empreendedorismo, Posts Blog, startups, emprego, Startup company, ideias, Negócios e Empreendedorismo, mercado, start up, hot topics

A grande diferença entre marketing de conteúdo Brasileiro e Americano

Posted by Caroline Piguin on Dec 26, 2013 1:00:09 PM

Há duas semanas um grupo de alunos de MBA da Universidade de Texas veio visitar a Aceleratech, e percebi que grande parte de suas dúvidas eram relativas às diferenças entre a atuação dos empreendedores aqui e nos Estados Unidos pergunta chamou minha atenção: “Quais as principais diferenças entre o mercado digital no Brasil e nos Estados Unidos, e por onde uma empresa de qualquer segmento deve começar?”.

Read More

Topics: Aceleratech, dicas para empreendedores, empreendedorismo, marketing de conteúdo, Posts Blog, marketing para startups, startups, marketing, Startup company, ideias, estratégia de negócios, startup, Negócios e Empreendedorismo, mercado, social media, midias sociais, marketing digital, hot topics

Infográfico Aceleratech: 2013 em números

Posted by Caroline Piguin on Dec 18, 2013 9:41:01 AM

2013 foi um ano muito bom para a Aceleratech. Tivemos 2 turmas de aceleração, participamos de centenas de eventos, conhecemos diversos empreendedores, criamos vários vídeos para ajudar o ecossistema, e nossas startups estão em destaque no mercado brasileiro e internacional.

Read More

Topics: Aceleratech, 2013, aceleração, Posts Blog, startups, infografico, Startup company, ideias, startup, mercado, start up, sucesso, hot topics

Como as startups brasileiras podem dar um salto de qualidade?

Posted by Pedro Waengertner on Dec 10, 2013 1:00:14 PM

Vocês já devem ter ouvido a expressão "as ideias de negócios não possuem valor algum". Alguns empreendedores ainda se agarram com unhas e dentes às suas ideias, esperando o dinheiro de investidores para realmente tocarem o negócio e ajudá-los a colocar seu produto no ar. É claro que o dinheiro raramente vem, pois os investidores, neste estágio de empresa, avaliam principalmente a qualidade dos empreendedores e apenas não suas ideias. E um empreendedor que muito espera, sabe realmente realizar?

E é exatamente esse o ponto que gostaria de discutir neste artigo. Em nosso dia a dia na Aceleratech, percebemos que a grande parte das startups brasileiras que prosperam nesse mercado têm alguns pontos em comum. E separei três características que, a meu ver, mais contribuem ao sucesso do negócio:

· Foco em Vendas e execução de Marketing – É muito comum nas startups que os empreendedores foquem quase que 100% do seus esforços na ideia e no desenvolvimento do produto, ao mesmo tempo que seu raciocínio crítico sobre o processo de marketing e vendas da empresa ficam em segundo (ou terceiro, ou quarto) plano. A grande parte dos empreendedores nacionais não foi treinado para vender, como os americanos. Quando lemos as histórias inspiradoras do Vale do Silício, normalmente não pensamos que por trás de cada ideia, de cada empresa muito bem sucedida, existe um grande esforço de vendas e marketing. Acredito que toda equipe de uma startup deve saber vender e investir seu tempo para a melhoria constante desses processos. E não se engane achando que isso é uma atitude exclusivamente B2B, não se esqueça de que existem parcerias a serem fechadas e fornecedores que precisam ser convencidos que amanhã a empresa poderá ser uma importante fonte de receita. No mundo B2B, o foco em vendas é ainda maior. E quando falo em vendas, não me refiro apenas a ser persuasivo na reunião, mas em como controlar o processo por meio de um pipeline, que garante a previsibilidade das receitas.

Startups normalmente são empresas digitais, que dependem fortemente de marketing online. Os empreendedores precisam entender os conceitos de conversão, saber controlar as diversas mídias utilizadas e como fazer testes para conseguir otimizar um pouquinho mais as suas ações todo dia. Vários empreendedores dizem que, se tivessem dinheiro para marketing, conseguiriam alavancar suas empresas, mas conhecemos diversos casos de empresas que possuem dinheiro e mesmo assim não conseguem aumentar suas vendas. Marketing não é comprar mídia. Marketing é conhecer profundamente seus objetivos, entender o comportamento de seus clientes, ser criativo e manter uma visão analítica em cima de tudo que está sendo feito. Que tal pensar em como sua empresa pode melhorar seu marketing HOJE sem aumentar a verba em marketing?

· Criar métricas claras para acompanhar o sucesso – Uma startup tem recursos e tempo limitado. É fundamental entender em que direção está indo, para corrigir seu rumo constantemente. É preciso que os empreendedores sejam pragmáticos e conheçam os drivers de crescimento do seu negócio. Já vi várias teorias que complicam a definição de métricas e o acompanhamento destas no dia a dia. Esta gestão precisa ser simples e muito clara. Mas para que seja feita, é importante que os empreendedores conheçam profundamente seus modelos de negócio e quais os pontos mais críticos para o crescimento. A partir deste domínio, são escolhidas poucas métricas para serem acompanhadas e estudadas frequentemente. Uma das situações mais comuns é o caso do empreendedor que desenvolveu aquele aplicativo fantástico, que vai ajudar a vida de milhares de clientes. Na maioria das vezes, o aplicativo realmente é muito legal, mas quando começamos a estudar mais a fundo e perguntamos quanto custa para conquistar um cliente e qual a taxa de uso do aplicativo após o download, por exemplo, são raros os empreendedores que conhecem detalhadamente estes números. E não se trata de conhecê-los para impressionar investidores, mas para garantir que o negócio está indo para a direção certa.

· Conhecer o tamanho do mercado – Várias ideias que encontramos são excelentes e realmente criativas, mas quando os empreendedores vão colocá-las em prática acabam sofrendo bastante para conseguir encontrar clientes e crescer. Muitas vezes isso acontece pelo desconhecimento do tamanho do mercado. Esta é uma informação fundamental para definir o investimento de tempo, esforço e capital em uma ideia. E uma preocupação importante é entender o tamanho endereçável de mercado, ou seja, qual o tamanho do mercado para a sua solução. É claro que o raciocínio se inicia em termos macro, como "mercado de saúde" ou "mercado imobiliário", mas é importante entender qual o tamanho da fração dedicada a categoria que a startup vai focar.

Poderíamos listar diversas outras recomendações para que a qualidade das startups brasileiras aumente, mas acredito que estes pontos podem dar uma nova dimensão para a maioria dos empreendedores. O potencial do Brasil é incrível, repleto de oportunidades ainda não exploradas. Ao mesmo tempo, possuímos diversas pessoas altamente qualificadas com motivação para empreender. E é por isso que disseminar a cultura empreendedora e as melhores práticas do empreendedorismo digital pode mudar a cara do nosso país e colocá-lo, cada vez mais, como uma região propícia para a criação e crescimento de startups.

 

Read More

Topics: dicas para empreendedores, Pedro Waengertner, Posts Blog, startups, marketing, brasil, métricas, ideias, Negócios e Empreendedorismo, mercado, market size, qualidade, hot topics

Subscribe to Email Updates

Recent Posts

Posts by Topic

see all

Follow Me